Treinamento para o comércio faz prevenção a fraudes

Segundo dados do Banco Central do Brasil, o Real é a segunda moeda que mais sofre falsificações no mundo, perdendo apenas para a Libra Inglesa. Estima-se que para cada milhão de notas existentes, 92 sejam falsas. Tanto para comerciantes quanto para o cidadão comum, saber identificar e se negar a receber notas falsas é importante, já que a penalidade para o crime de falsificação, prevista no Código Penal, pode chegar a 12 anos de reclusão.Devido a esta estima e por relatos de casos de circulação de cédulas falsas em Dom Feliciano, a secretária municipal de Indústria, Serviços, Comércio e Turismo, Daiana Cardoso, em parceria com o Banrisul promoveu na tarde de ontem, dia 6 de fevereiro, um treinamento para auxiliar os comerciantes quanto ao reconhecimento da falsificação.Os servidores do Banrisul local destacaram algumas dicas de como reconhecer as cédulas falsas como, por exemplo, a impressão do papel das cédulas verdadeiras. As novas cédulas de Real são impressas em papel fiduciário, apresentando uma textura mais firme e áspera que as notas antigas. Para facilitar o reconhecimento de cada cédula, as dimensões também variam conforme o valor ? o tamanho vai de 6,5 x 12,1 cm para a nota de R$ 2 a 7 x 15,6 cm para a nota de R$ 100.Segue algumas dicas:1. Alto-relevoAo passar os dedos levemente pela nota é possível sentir alguns dos elementos nela impressos em alto-relevo, como a legenda ?República Federativa do Brasil? e ?Banco Central do Brasil? e os numerais com o valor nos cantos da parte da frente, na marca tátil, na efígie da República e no animal que consta em cada cédula. 2. Itens fluorescentesEmbora não seja tão prático e aplicável no dia a dia, o uso da luz ultravioleta também é bastante útil na autenticação de uma cédula de Real, pois alguns elementos nela presentes, como a numeração vermelha no topo e o número indicativo de valor, mudam de cor. Alguns fios também ficam visíveis na nota. 3. HolografiaNas notas de R$ 50 e R$ 100 há uma faixa holográfica lateral e, conforme o movimento da cédula é possível visualizar cores e detalhes, como o valor da nota. Um efeito semelhante pode ser visto na cédula de R$ 20, que ao ser movida mostra uma cor diferenciada no número que representa o valor da nota. O numeral vai da cor azul à verde e uma faixa de brilho parece passar por ele.4. Fio de segurançaAs notas de R$ 10, R$ 20, R$ 50 e R$ 100 possuem ainda um elemento chamado fio de segurança. Ao colocar a cédula contra a luz é possível ver um fio escuro que traz impresso o valor da nota. A cédula é falsa, e agora?Há duas ocasiões em que você pode pegar uma nota falsa: em agências bancárias ou de terceiros. Na primeira situação é importante tirar um extrato da conta e procurar o gerente do banco o mais rápido possível para averiguar a situação e ser reembolsado. No segundo caso, infelizmente, o reembolso não existe. É preciso levar a cédula suspeita até um banco para que o Banco Central faça a verificação. Lembre-se de que passar uma nota falsa é crime, portanto, para não perder o dinheiro, fique sempre atento às marcas de segurança e não aceite notas suspeitas. É importante também lembrar, que o cidadão não é obrigado a reconhecer a cédulas falsas e que não será incriminado ao levar até uma agencia bancária, porém o dano será financeiro.