Receita de Xarope

Confira a receita de Xarope, da Oficina de Alquimia, realizada, pela EMATER-RS/ASCAR, em nove de março, no CRAS – Centro de Referência de Assistência Social, encerrando a Semana da Mulher em Dom Feliciano. As plantas sugeridas são pulmonária, mil-folhas/mil-ramas, violeta de jardim, hortelã, eucalipto, guaco, tansagem/tanchagem, poejo, sálvia-da-gripe ou outras que dispõe em casa, que tenham funções terapêuticas similares. Calda base para xarope Ingredientes: – 1 xícara de açúcar ? de preferência cristal ou mascavo – 1 xícara de água destilada Usar panela inox, esmaltada ou de vidro. Modo de fazer Levar ao fogo a água, misturada com o açúcar e cozinhar até formar calda grossa (ponto de fio). Xarope com chás Lavar as plantas e picar em pedaços Para medida desta receita, utilizar de 3 a 4 colheres de sopa de planta verde ou cinco colheres de sopa de planta seca. Quando a calda atingir o ponto de fio, acrescentar as plantas e deixar e deixar ferver por aproximadamente 5 minutos. Com mel Além dos chás, pode-se usar também mel. Para medida da receita acima, use uma colher de sopa de mel. Acrescentar somente após o xarope esfriar. Própolis Após coar o xarope e aguardar esfriar, acrescente cerca de cinco gotas de tintura de própolis (para a receita). Observações As medidas acima são exemplos, referências das proporções de cada ingrediente. Acondicionar o xarope em vidros escuros e bem limpos e identificar, através de etiqueta (nome da preparação, plantas utilizadas, data de fabricação). A validade é de aproximadamente um mês em temperatura ambiente ou de 3 a 6 meses, se conservado na geladeira. Se observar alterações na cor ou precipitações, descarte. Nunca ferver o mel e o própolis. Aguarde o xarope esfriar para acrescentar. O ideal é usar água destilada. No entanto, se não for possível, usar água filtrada e servida.