Pesquisa realizada pela Secretaria de Saúde aponta que o movimento no centro da cidade é de trabalhadores e de usuários de mercados

A Secretaria Municipal de Saúde realizou uma pesquisa com 188 pessoas que circulavam pela cidade, querendo saber ?Qual o motivo de ter saído de casa??A pesquisa tem com o objetivo identificar o porquê da grande movimentação no centro, mesmo diante da pandemia.O questionário foi aplicado nos dias 08,09 e 13 de abril, e analisou os seguintes pontos:Faixa etária encontrada nas ações (blitz e abordagens nas ruas do centro da cidade):2,5% entre 0 e 09 anos7,9% entre 10 e 19 anos9,9% entre 20 e 29 anos22,8% entre 30 e 39 anos25,2% entre 40 e 49 anos19,8% entre 50 e 59 anos9,9% entre 60 e 69 anos ——-GRUPO DE RISCO1,5% entre 70 e 79 anos ——-GRUPO DE RISCOAcima de 80 anos: 0,5% ——-GRUPO DE RISCO188 pessoas responderam (blitz e abordagens nas ruas do centro da cidade).Diante da pergunta ?Qual o motivo de ter saído de casa hoje?, encontramos as seguintes respostas:Trabalho: 25,4% das respostasMercado: 23,6% das respostas Banco/lotérica: 16,1% das respostasFarmácia/atendimento quanto à saúde: 16,5% das respostasAgropecuária: 0,8% das respostasOficina: 3,9% das respostasVisita: 2,2 % das respostasAuxílio emergencial: 2,1% das respostasOutros (buscar família, reunião particular, declaração imposto de renda, etc): 9,4% das respostasDiante da pergunta ?Cidade na qual residem??: 27,2% outras cidades72,8% Dom FelicianoA pesquisa identificou que apesar de parecer que o grupo de risco circula em grande número na cidade, isso não se confirma, pois pouco mais de 10% dos entrevistados faziam parte do grupo.A pesquisa concluiu que o maior número de pessoas circulando estão relacionadas a trabalho ou compras em mercados.