Atrasos do Governo do Estado comprometem Hospital São José

?Se não é a Prefeitura, o Hospital fecha?, diz o diretor da Entidade, Samir Din. Além dos sempre atrasados repasses do Governo do Estado, conforme a direção, a produção da demanda hospitalar cresce, e os valores não sofrem reajustes há três anos. Hoje a dívida do Governo do Estado para com o Hospital é de R$ R$ 105 mil ? referentes aos meses de agosto a outubro, para a SAMU. De 12 a 23 de novembro o Governo saldou R$ 75.645,36 em repasses, que também estavam atrasados, de internações e procedimentos ambulatoriais, referentes aos meses de setembro a outubro. A administração municipal repassa mensalmente para o Hospital São José R$ 130.331,52, recurso direcionado para o pronto atendimento, e, nos últimos quatro meses, aumentou mais R$ 30 mil, ?que é um reforço, para o funcionamento da Entidade?, explica a Diretora Administrativa, Soir Bobrowski. Até o final do ano, a direção espera receber os atrasos dos recursos da SAMU e em dia os meses de novembro e dezembro. ?Caso não repassem, não temos como honrar os compromissos?, alerta Samir.Da nota gaúcha, o Hospital obteve recurso de R$ 6.511,27 em 2017. Neste mês, a Instituição fez alguns ajustes ? criações de comissões, adequações estruturais, para a renovação do alvará sanitário, necessário para a renovação do contrato com o Estado, entrando em vigor a partir de 12 de dezembro.Raio XO raio X do Hospital tem mais de 25 anos. Executivo e Legislativo acordaram destinação de recursos de 50% das emendas impositivas, além de mais R$ 24 mil de emenda do vereador Celso Jeske (PSDB) para compra de um novo aparelho e troca das janelas do prédio.Foto: Diretor do Hospital, Samir Din, e a Diretora Administrativa e Financeira, Soir Bobrowski